quinta-feira, 24 de julho de 2014

Diretor de Cultura de Adamantina participa de Encontro Regional Aberto‏

Atividade realizada no Centro Cultural Matarazzo, em Presidente
Prudente,debateu e coletou sugestões para o Plano Estadual de Cultura

Assessoria de Imprensa

Foto: Divulgação
Na foto da esquerda para a direita:
 Rapahela Santos (Flórida Paulista), Jocimar Rocha
 (Diretor de Cultura de Flórida Paulista), 
Roberto Echeverria, Luís Graboski, Celso Aguiar
 (representante regional da comissão), 
Ester Alves (suplente) e Osterno Antônio de Souza

O diretor de Cultura de Adamantina, Luís Graboski, participou no último sábado (19) do Encontro Regional Aberto, no Centro Cultural Matarazzo de Presidente Prudente. A atividade teve como objetivo discutir e coletar sugestões para o Plano Estadual de Cultura, a partir de propostas aprovadas na Conferência Estadual de Cultura 2013.
A reunião contou com a presença do assessor técnico da Secretaria de Cultura do Estado, Osterno Antônio de Souza, do coordenador da Oficina Cultura TimochencoWehbi de Presidente Prudente, Roberto Echeverria Vieira, além de artistas, comunidade civil e gestores públicos de cultura de 16 cidades da região.
Durante a atividade foram eleitos um representante titular e um suplente da região administrativa de Presidente Prudente, da qual fazem parte 53 municípios, que constituirão a Comissão de Sistematização de Informações, Elaboração e Redação do Plano Estadual de Cultura do Estado de São Paulo.
Foram eleitos, pelos presentes, como representantes da Região Administrativa de Presidente Prudente, Celso Aguiar, Diretor de Atividades Socioculturais de Presidente Prudente (representante regional), e Ester Alves Conceição, Diretora de Cultura de Santo Anastácio (suplente).
 “O Plano Estadual de Cultura é um passo importantíssimo para os municípios do interior de São Paulo, visto que teremos membros qualificados participando de fato na criação desse projeto de lei que orientará as ações culturais no Estado nos próximos 10 anos”, destaca Graboski.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Everton Santos
Jornalista |  MTb Nº. 34.016/SP

2ª Cavalgada da ExpoVerde terá renda destinada à Clínica de Repouso Nosso Lar‏

Evento organizado pela ExpoVerde, Os Tropeiros e Clínica de Repouso Nosso Lar será no
dia 31 de agosto, com início às 9 horas na Av. Marechal Castelo Branco e percurso de 8 km

Assessoria de Imprensa


A Comissão Organizadora da ExpoVerde 2014 anunciou nesta semana a promoção da 2ª Cavalgada, no domingo que antecede o início da festa, dia 31 de agosto. O evento é organizado com apoio da associação Os Tropeiros e Clínica de Repouso Nosso Lar.
Após a cavalgada, haverá churrasco preparada por voluntários e funcionários da Clínica de Repouso Nosso Lar e Os Tropeiros. Cavaleiros montados e crianças menores de 12 anos nãomúsica ao vivo.
pagam o almoço. Todos os presentes terão
Convites podem ser adquiridos antecipadamente na Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social pelo valor de R$ 20. Os recursos obtidos com a venda dos convites e de bebidas serão revertidos à entidade assistencial.
Cavaleiros e comitivas percorrerão 8quilômetros dentro de Adamantina, saindo às 9 horas da Avenida Marechal Castelo Branco e
com chegada no clube da Aspuma.
O trajeto terá início na Avenida Marechal Castelo Branco (via de acesso), em frente ao Campus III da FAI e passará pela Avenida Francisco Bellusci, sentido campus II da FAI, passando posteriormente pelasavenidas Rio Branco, Adhemar de Barros e da Saudade, e com término no Aspuma.
Mais informações sobre a 2ª Cavalgada da ExpoVerde podem ser obtidas pelo telefone (18) 3521-1900.

Foto: Arquivo

Cavalga da ExpoVerde será realizada uma semana antes do maior evento regional com entrada franca de toda a região


 Assessoria de Imprensa
Everton Santos
Jornalista |  MTb Nº. 34.016/SP

Equipe da Selar/Unimed participa de competição em Andradina‏

Atletas integram o núcleo de basquete feminino, mantido pela Unimed em parceria
com a Prefeitura de Adamantina, através da Secretaria de Esporte, Lazer e Recreação

Assessoria de Imprensa


A equipe de basquete do núcleo da Unimed e Secretaria de Esporte, Lazer e Recreação (Selar) participou de quadrangular na cidade de Andradina, no último fim de semana, em comemoração ao aniversário daquela cidade.
A competição, promovida pela Prefeitura de Andradina, reuniu as equipes de Adamantina, Três Lagoas, Araçatuba e a anfitriã Andradina, que sagrou-se campeã ao vencer Araçatuba por 42 x 40.
A equipe do Centro de Treinamento da Unimed de Adamantina conquistou a 3º colocação ao vencer o time de Três Lagoas por 41 x 21.
No confronto contra Araçatuba, o time adamantinense foi derrotado por 36 x 31.
A equipe da Selar/Unimed é composta pelas seguintes atletas: Mariana, Maria Eduarda, Luana dos Santos, Luani, Maria Clara, Ana
Clara, Natalia, Jessica, Brenda, Thalia, Aila, Ingrid e Yasmim. O time tem o comando o técnico de Clodoaldo Candido Taborga.
A secretária de Esporte, Lazer e Recreação de Adamantina, Marlene Ribeiro Esteves, agradece o incentivo da Unimed de Adamantina e parabeniza todas as garotas pela brilhante participação em mais uma competição.

Fotos: Divulgação

Atletas do núcleo de basquete da Unimed participam de competição em Andradina


  Assessoria de Imprensa
Everton Santos
Jornalista |  MTb Nº. 34.016/SP

quarta-feira, 23 de julho de 2014

CAS vai examinar regulamentação da profissão de fotógrafo

O Senado deve começar a analisar em breve proposta que regulamenta a profissão de fotógrafo. Aprovado na Câmara dos Deputados, o PLC 64/2014, do deputado Fernando Torres (PSD-BA), será examinado inicialmente pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS), onde aguarda designação do relator.
De acordo com o projeto, estão aptos ao exercício profissional de fotógrafo os diplomados em Fotografia no ensino superior ou técnico. Os não diplomados também poderão exercer a profissão, desde que, na data de início de vigência da nova lei, tenham exercido a atividade por, no mínimo, dois anos. A comprovação desse tempo de serviço será feita por meio de declaração da respectiva entidade de classe, além de recibos de pagamentos de serviços prestados ou declaração da empresa empregadora, com firma reconhecida em cartório.
O autor do projeto destaca que em quase todos os países a profissão de fotógrafo é reconhecida e regulamentada, com cursos em nível técnico e superior. No Brasil, porém, ele afirma que a profissão é marginalizada e discriminada pela ausência de uma legislação específica.
Na Câmara, o projeto foi aprovado em 8 de abril pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC), seguindo para apreciação do Senado. Em sua tramitação na Câmara, a proposta foi modificada de modo a excluir da regulamentação o repórter fotográfico a serviço de empresa jornalística. Esse profissional tem sua atividade regulamentada pelo Decreto-Lei 972/1969, que trata da profissão de jornalista.
Com informações da Agência Câmara
Fonte: Agência Senado


Veículo abandonado em vias ou em estacionamentos públicos poderá ser removido

A Câmara analisa o Projeto de Lei 6603/13, do deputado Osvaldo Reis (PMDB-TO), que determina a remoção de veículo deixado em via ou estacionamento público.
A proposta inclui os automóveis que perderam a capacidade de ser mover por si mesmo ou que estão em avançado processo de deterioração, oferecendo riscos à saúde e à segurança pública.
Atualmente, o Código Nacional de Trânsito (Lei 9.503/97) não prevê a remoção de veículos abandonados. Apenas determina a retenção daqueles que não se encontram em condições adequadas de segurança, de controle de emissão de gases poluentes e de ruído; e a remoção para aqueles que estacionam de maneira inadequada, como em esquinas, nas pistas de rolamento, nos cruzamentos e outros.
Penalidade
No caso de abandono de veículo em vias e em estacionamentos públicos, a infração será considerada gravíssima, com perda de sete pontos na carteira. A penalidade imposta será multa e apreensão do veículo, com a remoção do mesmo.
De acordo com Osvaldo Reis, o abandono de fato é relativamente comum nas cidades brasileiras. Segundo o deputado, não se trata apenas da ocupação abusiva de espaço público, mas, principalmente, da ameaça à saúde e a segurança públicas, pelo fato de o veículo ficar abandonado e sujeito à ação do tempo e a depredações.
Tramitação
A proposta terá análise conclusiva das comissões de Viação e Transportes; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Íntegra da proposta:

Reportagem – Luiz Gustavo Xavier
Edição – Newton Araújo

Concursos públicos em Pacaembu e Mariápolis recebem inscrições

Oportunidades são para cadastro reserva nas áreas de saúde e educação.
Remunerações podem chegar a R$ 8 mil em uma das provas.

  As prefeituras de Pacaembu e Mariápolis abriram concursos públicos nesta segunda-feira (21). As oportunidades oferecidas são para vários níveis de escolaridade nas áreas de saúde e educação, com remunerações que podem chegar a R$ 8 mil aos aprovados.
Conforme edital divulgado, no primeiro certame é oferecido cadastro reserva para professor de educação básica e professor de artes. Por jornadas de até 30 horas semanais de trabalho, os convocados receberão entre R$ 1.321,40 e R$ 1.585,68.
A inscrição pode ser feita pela internet até o dia 27 de julho. Para confirmar a participação, é necessário o pagamento de R$ 40 de taxa.
Já em Mariápolis, as oportunidades são para formação de cadastro reserva para monitor de transporte escolar, agente comunitário de saúde e médico para Estratégia Saúde da Família (ESF). Para os dois primeiros cargos, é exigido ao candidato possuir ensino médio. Já para o último, é necessário possuir nível superior e registro no Conselho Regional de Medicina no Estado de São Paulo (Cremesp) para disputá-los.
Entre jornadas de 20 a 40 horas semanais, os aprovados podem receber entre R$ 724 e R$ 8 mil. Para este concurso, as inscrições vão até 31 de julho e também podem ser feitas pela internet. As taxas são de R$ 45 a R$ 50.

Fonte: http://g1.globo.com/sp/presidente-prudente-regiao

Santos do dia 23 de julho

Santa Brígida
Santa Brígida (Brigite)
1303-1373
Quadro - do Mestre Epitaffo d'Ehenheim
Fundou a Ordem do Santo Salvador

Brígida, ou Brigite, nasceu princesa, em 1303, no castelo de Finstad, na Suécia. Descendia de uma casa real muito pia, que forneceu à Igreja muitos santos e que se dedicava a construir mosteiros, igrejas e hospitais com a própria fortuna. Além de manter muitas obras de caridade para a população pobre, Brígida, desde a infância, tinha o dom das revelações divinas, todas anotadas por ela no seu idioma sueco. Depois, as descrições foram traduzidas para o latim e somaram oito grandes volumes, que ainda hoje são fonte de consulta para historiadores, teólogos e fiéis cristãos.

Aos dezoito anos, ela se casou com o nobre chamado Ulf Gudmarsson, um homem cristão e muito piedoso. O casal teve oito filhos, dentre os quais a filha venerada como santa Catarina da Suécia. Era com rigor que eles cuidavam da educação religiosa e acadêmica dos filhos, sempre no caminho para a santificação em Cristo. Durante um longo período, Brígida foi dama de companhia da rainha Bianca, de Namur, por isso freqüentava sempre as cortes luxuosas. Mas não se corrompeu neste ambiente de riquezas frívolas, ao contrário, manteve-se fiel aos ensinamentos cristãos, perseverando seu espírito na dignidade e na caridade da fé.

Após a morte de um dos seus filhos, o casal resolveu fazer uma peregrinação ao santuário de Santiago de Compostela, na Espanha. No retorno, Ulf caiu gravemente enfermo, e nessa ocasião Brígida, em sonho, teve uma revelação de são Dionísio, que lhe disse que o marido não morreria. De fato ele ficou curado, mas logo em seguida ingressou no mosteiro de Alvastra, onde vivia um dos seus filhos, e lá morreu, em 1344.

Viúva, Brígida decidiu retirar-se definitivamente para a vida monástica, para realizar um velho projeto, a fundação de um mosteiro duplo, de homens e mulheres, que deu origem à Ordem do Santo Salvador, sob as Regras de são Agostinho, passando, então, a viver nele. Quando obteve aprovação canônica, a fundadora transferiu-se para Roma.

Ali viveu por vinte e quatro anos, trabalhando pela reforma dos costumes e a volta do papa de Avignon. Com o apoio do rei da Suécia, construiu e instaurou setenta e oito mosteiros por toda a Europa. Ela morreu em 23 de julho de 1373, durante uma romaria à Terra Santa.

Desde então, a Ordem fundada por ela passou a ser dirigida por sua filha, Catarina da Suécia, alcançando notoriedade pelos anos futuros. Canonizada em 1391, apenas dezoito anos após sua morte, santa Brígida já tinha um culto muito vigoroso em todo o mundo cristão da Europa, sendo celebrada no dia de sua morte. O local onde residia em Roma foi transformado em um belíssima igreja dedicada a ela, na praça Farnese.

Veja Também