quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Santo do dia 23 de outubro

São João de Capistrano

Filho de barão alemão e de mãe italiana dos Abruzos, João resumia em si a tenacidade da gente germânica e a desenvoltura dos mediterrâneos. Foi infatigável organizador de obras de caridade, mensageiro de paz, mas também animador das tropas cristãs que combatiam às portas de Belgrado contra os invasores turcos.

“Seja avançando, seja retrocedendo, seja golpeando ou sendo golpeados”, gritava, com sua voz estentórica e sua longa cabeleira loira, que “fazia uma bela dança”, “invocai o nome de Jesus. Só nele há salvação!”

Em razão de sua origem e de seu aspecto nórdico, chamavam-no Giantudesco. * Doutorou-se in utroque iure em Perúgia e foi logo nomeado juiz e governador da capital da Úmbria. Havia-se casado, mas com a conquista de Perúgia pelos Malatesta, perdeu a mulher, o alto cargo e a própria liberdade.

De fato, foi parar na prisão, onde teve todo o tempo para meditar sobre a vaidade e a fugacidade das honras mundanas. Saiu transformado interiormente, mas não enfraquecido nas forças nem no desejo de trabalhar pelo bem da Igreja.

Visto seu casamento ter sido declarado nulo, foi acolhido no convento franciscano dos observantes — frades que haviam acolhido a reforma propugnada por são Bernardino de Sena, do qual João se tornaria amigo e fiel discípulo.

Passou o resto da vida como legado papal em vários Estados, da Palestina à Silésia e à Boêmia, onde entrou em choque com o movimento hussita. Os papas, que o tiveram como conselheiro, confiaram-lhe repetidas missões diplomáticas em toda a Europa. Sua ordem o enviou à Terra Santa e aos Países Baixos, como visitador.

O imperador Fernando III chamou-o à Áustria para organizar a cruzada contra os turcos e o enviou à Hungria e aos Bálcãs. Surpreende a rapidez com que comparecia aos pontos mais remotos do velho continente, levando-se em conta que o único meio de locomoção era o lombo de mula.

Principal inspirador da heróica resistência dos húngaros contra a ameaça turca, morreu no cumprimento de sua tarefa, em Ilok. Foi canonizado em 1724.

Fonte: www.paulinas.org.br

Evangelho do dia 23 de outubro de 2014

DIA 23/10



"Vim trazer fogo" - Lc 12,49-53

“Fogo eu vim lançar sobre a terra, e como gostaria que já estivesse aceso! Um batismo eu devo receber, e como estou ansioso até que isto se cumpra! Pensais que eu vim trazer a paz à terra? Pelo contrário, eu vos digo, vim trazer a divisão. Pois daqui em diante, numa família de cinco pessoas, três ficarão divididas contra duas e duas contra três; ficarão divididos: pai contra filho e filho contra pai; mãe contra filha e filha contra mãe; sogra conta nora e nora contra sogra.”
Fonte: www.paulinas.org.br

Em noite inspirada de Fernando Prass, Palmeiras segura líder Cruzeiro

Folhapress

Em noite inspiradíssima do goleiro Fernando Prass e em boa atuação da defesa, o Palmeiras segurou o Cruzeiro no Mineirão e, apesar de sair na frente do placar, sofreu o empate nos acréscimos por 1 a 1 e garantiu ponto importante fora de casa, no duelo válido pela 30ª rodada do Brasileirão.

  Na primeira etapa, com a torcida a seu favor, o Cruzeiro teve maior posse de bola e buscou mais o ataque. No entanto, de maneira perfeita, o Palmeiras neutralizou os ataques celestes em profundidade, obrigando os adversários a arriscar cruzamentos para a área. Outro destaque do certame ficou por conta da muralha Fernando Prass que, em pelo menos quatro oportunidades, fechou o gol alviverde.

  A segunda etapa fora mais equilibrada nas ações: a impecabilidade da defesa alviverde permaneceu, e o Cruzeiro caiu na ansiedade de arriscar qualquer oportunidade e, consequentemente, errar muitos passes. Numa dessas infrações, em belo contra-ataque puxado por Felipe Menezes, Henrique deixou Mouche na cara do gol e o Verdão saiu na frente dos celestes. Já nos acréscimos, quando a vitória palestrina parecia certa, os donos da casa chegaram ao empate.

PRÓXIMO JOGO
Confiante, a equipe palestrina volta a campo neste sábado (25), às 16h20, no dérbi paulista contra o Corinthians, no Pacaembu, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Fonte: http://www.folhadaregiao.com.br

Barco vira e vítimas passam noite no Tietê; veja salvamento

Lázaro Jr

O resgate do casal no rio Tietê foi
 feito com ajuda do helicóptero Águia,
da Polícia Militar de Araçatuba
Dois idosos e o filho deles passaram mais de oito horas sobre galhadas de árvores dentro do rio Tietê, em Araçatuba, entre a noite de terça-feira (21) e a madrugada de quarta-feira (22), depois que o barco que eles usavam para pescar virou. O homem de 72 anos e uma mulher de 64 foram resgatados em trabalho conjunto do Corpo de Bombeiros e helicóptero Águia, da Polícia Militar, depois que filho deles, ao amanhecer, nadou até a margem do rio para pedir socorro. A família reside no bairro Paraíso, em Araçatuba.

Segundo o tenente do Corpo de Bombeiros Marcelo Lorusso, que participou do salvamento, as vítimas disseram que entraram no barco por volta das 20h para pescar nas proximidades do condomínio Copacabana. Por volta das 23h começou uma ventania e as ondas que se formaram encheram o barco de água. Com o tempo, a parte traseira do barco começou a afundar.

Com medo de que os pais se afogassem, o filho do casal colocou cada um sobre os galhos das árvores onde o bote estava amarrado e todos permaneceram no local até por volta das 7h, quando começou a clarear. "O filho disse que no período em que ficaram no rio, ele passava parte do tempo ao lado da mãe e parte ao lado do pai, cuidando para que eles mantivessem a consciência", conta o tenente Lorusso.

RESGATE
O casal foi resgatado pelos bombeiros e levado pelo Águia até a Santa Casa. A assessoria de imprensa da Santa Casa informou que o casal deu entrada no hospital pouco depois das 10h com 33º de temperatura corporal pressão arterial em 8 por 4. À tarde, os dois permaneciam internados em observação, com a temperatura estabilizada, mas a pressão arterial permanecia baixa.


Veja como foi o resgate no vídeo abaixo:


http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=8fpEZs_Jn34

Fonte: http://www.folhadaregiao.com.br





Iniciadas as obras do PNHR em Pacaembu com a construção de 26 unidades habitacionais

Estão sendo iniciadas em Pacaembu através do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR) a construção de 26 unidades habitacionais em propriedades rurais.
Os responsáveis pelas obras em Pacaembu são a Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar do Estado de São Paulo (Fetaesp), entidade organizadora, a Caixa Econômica Federal, que é a agente financiadora e o Sindicato de Trabalhadores Rurais, que apoia a iniciativa no município. As obras contam com apoio da prefeitura de Pacaembu, por meio do atual prefeito Maciel Corpa.
A construção conta com subsídios dos governos Federal e Estadual. A subvenção Federal é de 96% de R$ 28,5 mil, deixando somente 4% de investimento aos agricultores. Cada moradia ainda terá mais R$ 10 mil do Governo Estadual para sua construção. Agricultores familiares ou assalariados, com renda familiar bruta anual máxima de R$ 15.000 reais podem participar do programa.
Segundo a coordenadora dos projetos de habitação da Fetaesp, Sônia Sampaio, as construções das moradias são importantes para melhorar a qualidade de vida dos agricultores e contribuir para a manutenção do homem do campo na atividade rural.

O PNHR compõe o ‘Minha Casa, Minha Vida’ e tem o objetivo de reduzir o déficit habitacional rural, oferecendo condições para que os produtores rurais tenham moradias de acordo com suas necessidades, seja por meio de construção ou reformas.
Fonte: http://www.folharegionalpacaembu.com.br

Projeto pretende acabar com o trote violento com multa de R$ 1,4 mil

Medida apresentada na Câmara de Presidente Prudente tenta coibir práticas como a raspagem de cabelos e a solicitação de dinheiro nos semáforos pelos calouros de universidades

    Tramita na Câmara Municipal de Presidente Prudente um projeto de lei de autoria do vereador Adilson Silgueiro (PMDB) que propõe o fim do trote universitário e escolar na cidade.
O projeto trata como trote as seguintes ações: a raspagem de cabelos, a pintura de calouros, a solicitação de dinheiro em semáforos, a obrigatoriedade de os calouros ingerirem bebidas alcoólicas, toda ao qualquer forma de atividade vexatória e qualquer tipo de violência física ou moral contra os calouros.
Se for aprovada, a nova lei proibirá a prática do trote em calouros em solo público na cidade. O projeto propõe uma punição de multa no valor de 500 Unidades Fiscais do Município (UFMs) a quem for flagrado descumprindo a medida. Isso equivale atualmente a quase R$ 1,4 mil. Em caso de reincidência, a multa será aplicada em dobro e assim sucessivamente.
Ficam responsáveis pela fiscalização do cumprimento da lei a Polícia Militar e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico de Presidente prudente (Sedepp) ou outra que o Poder Executivo entender competente.
O telefone para denúncia será o 147. O número ficará à disposição por meio do “Disque Denúncias” para que a população possa colaborar com a aplicação da lei.
‘Trote solidário’
O projeto elaborado por Silgueiro permite, no entanto, a modalidade denominada de “trote solidário”, que o legislador entende como “atos que tenham por objetivo a manutenção e a preservação do meio ambiente ou as que visem a beneficiar entidades assistenciais, hospitais, asilos e assemelhados”.
Além disso, Silgueiro sugere no projeto que a Prefeitura possa firmar convênio com o governo do Estado de São Paulo para uma ação conjunta na fiscalização e na aplicação da lei, por meio das polícias Civil e Militar.
A Prefeitura ainda poderá, conforme Silgueiro, promover campanhas educativas e de divulgação dos dispositivos da lei em escolas, faculdades, universidades e nos meios de comunicação.
O vereador ainda concede um prazo de 30 dias, a contar da publicação da lei, para o Poder Executivo regulamentar a medida.
Humilhação
O vereador Adilson Silgueiro defende o projeto dizendo que os valores desta prática foram se perdendo como passar do tempo.
“Todos os anos acompanhamos por meio da mídia, assim como testemunhamos nas ruas, a prática do ‘trote’ universitário e escolar. Trata-se de uma brincadeira que por muito tempo foi considerada saudável e representava um marco na vida estudantil, pois era motivo de louvor e orgulho pelo tão sonhado e merecido ingresso do calouro no sonhado curso. Entretanto, aquilo que era motivo de orgulho e satisfação, de uns tempos para cá, se tornou uma prática de humilhação e violência física e moral engendrada contra os estudantes, com casos de morte e mutilação dos órgãos”, alega o vereador na justificativa do projeto protocolada na Câmara Municipal.
Ainda na justificativa, Silgueiro aponta que os calouros são tratados como “escravos” ao serem submetidos a humilhações e a verdadeiros “trabalhos forçados” ao se exigir que eles peçam dinheiro no semáforo. “Aliás, existe até o chamado dia da libertação dos ‘bixos’ [como são chamados os calouros], corroborando com a ideia de que são tratados como escravos”, ressalta.
“Não podemos ficar calados diante desses fatos. Trata-se de verdadeiro abuso cometido sem qualquer coibição. Nosso silêncio poderá num futuro próximo nos tornar cúmplices de acontecimentos graves, como já ocorreu muitas vezes através de lesões corporais graves e até mesmo homicídios, como já vimos nos noticiários”, argumenta.
Também conforme o vereador autor do projeto de lei, a medida visa a preservar a população. “Conto com os pares desta Casa para dar mostras efetivas à população de nossa cidade que nossa Câmara Municipal está atenta e busca preservar nossos munícipes”, afirma.
O vereador afirma que “os alunos denominados veteranos utilizam de tais práticas deploráveis para financiar festas sem limites, repletas de bebidas alcoólicas e drogas”.
Opiniões
Estudantes ouvidos pela reportagem do iFronteira na tarde desta quarta-feira (22) se mostraram divididos em relação à aprovação do projeto.
O universitário Leonardo Queiroz Telles, de 22 anos, disse que aprova a medida. “Eu avalio essa medida como positiva. Acredito que qualquer coisa que atinja a dignidade de uma pessoa deve ser abolida. Se for feito um trabalho de divulgação dessa nova lei com todas as medidas e deixando claro o valor da multa para quem descumprir, em pouco tempo acredito que as pessoas tomem consciência e os trotes cheguem ao fim”, opinou.
Para o estudante Lincoln Correa Silva, de 25 anos, o projeto é um “exagero”. “Depende muito do tipo e do nível de trote. Alguns são bastante apelativos, outros não. Se a pessoa se submete ao trote, ela sabe que está sujeita a passar por tudo, porém, ela não é obrigada a nada se não quiser participar”, disse.
O aluno Kauan Borsoi, de 23 anos, acredita que a nova lei, se for aprovada, pode acabar piorando esta prática. “Eu acho que não vai adiantar. Em universidades de São Paulo, já houve casos de proibirem o trote e os veteranos levarem os calouros para sítios e chácaras e judiarem mais lá. Acredito que pelo menos em frente às universidades está sob as vistas de todo mundo. Sou a favor do trote consciente, porque esse sim é sinônimo de alegria e de aprovação para uma nova fase”, comentou.
“O trote, desde que dotado de bom senso, não vai ferir o valor moral de ninguém. É óbvio que existem aqueles que exageram. Se esse projeto for aprovado, tem de penalizar situações extremas. Se tiver o consentimento das pessoas, não vejo problema algum em raspar um cabelo, por exemplo. Ninguém é dono de ninguém”, declarou o estudante Leonardo Stabile, de 25 anos.
De acordo com levantamento realizado pelo iFronteira, Presidente Prudente conta atualmente com cerca de 27 mil estudantes no ensino superior, contingente que representa mais de 12% da população da cidade.
A educação é o caminho
Conforme o sociólogo Marcos Lupércio Ramos, a educação seria o caminho mais correto para acabar com a prática dos “trotes de bagunça”.
“O trote é uma maneira de inserir o jovem no ambiente universitário ou, pelo menos, deveria ser uma maneira positiva, se bem formulada, de recepção ao aluno na universidade. Porém, alguns grupos de alunos, muitas vezes desvinculados dos diretórios acadêmicos e sem a supervisão das universidades, têm feito o trote das bagunças, o que é negativo”, destacou Ramos ao iFronteira na tarde desta quarta-feira (22).
Para o sociólogo, esse projeto, se aprovado, será mais uma lei sem sucesso no município. “Não sei se proibir o trote será positivo. Será que terá uma fiscalização? Eu tenho impressão de que essa será mais uma lei que ficará jogada como tantas outras que existem. O caminho seria a educação e o incentivo aos trotes solidários”, frisou.

“Falta educação, falta conhecimento em termos de respeito ao ser humano. Essa prática de trote violento é uma subcultura que está se instalando pelas universidades que leva à bagunça, ao agito e, consequentemente, à agressão, mas felizmente se trata da minoria. São jovens que buscam uma autoafirmação e acabam por não respeitar os direitos dos demais”, reforçou Ramos ao iFronteira.

Fonte: http://www.ifronteira.com

Concursos públicos são disponibilizados para o Oeste Paulista

Estão disponíveis para o Oeste Paulista concursos públicos para contratação em diversas áreas de atuação, tanto no setor estadual, quanto municipal. Os níveis de ensino exigidos variam entre o fundamental e superior. Veja como participar.

A Prefeitura de Presidente Epitácio fará o credenciamento de professores em vários níveis. Os interessados em participar da seleção devem se inscrever até o dia 7 de novembro pela internet.

Em Sagres, estão abertas vagas para os cargos de assistente social, médico psiquiatra, atendente administrativo, auxiliar de administração, trabalhador braçal e motorista. As inscrições são até o dia 31 deste mês, e podem ser feitas pelo site. As taxas variam, de acordo com a vaga pretendida.

A Polícia Militar (PM) está com 2 mil vagas abertas para a função de soldado 2ª classe. O cargo pode ser ocupado por homens e mulheres. A inscrição custa R$ 50 e deve ser feita até o dia 7 de novembro pela internet.

Os interessados em assumir um cargo público podem participar da seleção da Fundação Casa, que está com 1.141 vagas abertas em todo o Estado. Parte delas são destinadas para Presidente Prudente e Irapuru. O candidato pode ter nível fundamental, médio e superior. As inscrições vão até o dia 16 de outubro pelo site.

A Secretaria de Administração Penitenciária oferece 1.140 vagas para agentes de segurança na área estadual. As provas serão aplicadas em Presidente Prudente e os candidatos têm até a próxima sexta-feira (24)  para realizar a inscrição pela internet.

O Departamento Regional de Saúde (DRS) de Presidente Prudente anunciou a abertura de inscrições para preencher uma vaga para médico com especialidade em psiquiatria. Os interessados devem ter formação em medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp), residência médica e título de especialização na área de atuação. O edital pode ser acessado no site da Imprensa Oficial. O período para se inscrever segue até dia 24 de outubro.


Fonte:Fonte: g1.globo.com/sp/presidente-prudente-regiao (Do G1 Presidente Prudente)
www.bastosja.com.br